Etiqueta do Tango e da MilongaEtiqueta do Tango e da Milonga

divider


Se não estiver a dançar, por favor evite ficar de pé ou a conversar onde possa impedir o movimento dos dançarinos. Não desloque cadeiras para zonas onde possam atrapalhar quem dança. Não atravesse a pista de dança - caminhe à sua volta, esperando que se criem espaços e, se necessário, espere que os dançarinos saiam do caminho.

Os pares dançam à volta da pista de dança no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio. A isto se chama a "linha da dança". Por vezes, em locais onde há espaço e muitas pessoas a dançar, existem duas linhas de dança, como se fosse uma estrada de duas faixas. Não convém entrar na linha de dança de forma forçada para evitar colisões. Ao invés disso espera-se por um espaço aberto, tal como numa estrada de duas vias.

É importante manter-se na faixa em que iniciou a dança, a não ser que exista uma boa razão para mudar, como no caso de precisar ultrapassar um par muito lento. Evite dançar no meio da pista de dança.

Geralmente é melhor permanecer na linha exterior se puder. Sugerimos que quem comanda dance num ângulo em que fique a olhar para o lado de fora (quase na diagonal) da linha de dança. Isto melhora o seu campo de visão e ajuda a evitar ser levado para dentro.

É muito desagradável e desconcertante sentir que há uma multidão atrás de nós enquanto dançamos, por isso numa pista de dança com muita gente respeite o espaço do par à sua frente. Não permita, no entanto, um intervalo grande à sua frente. Se o par à sua frente parar, pode dançar à sua volta ou use a sua astúcia e perícia para continuar a dançar sem sair do lugar, com mudanças de peso no lugar ou passos de mudança, até poder voltar a caminhar.

Quem lidera a dança deve evitar dar passos para trás, especialmente no início da dança. É inacreditável que ainda se ensine frequentemente a sequência básica do "ocho" começando com um passo para trás. Há um grande risco de pisar alguém, excepto tenha verificado antes e esteja seguro de que não há ninguém atrás.

Evite passos e movimentos (tais como movimentos rápidos como Boleos, Ganchos, extensões de pernas, etc.) numa pista de dança super lotada que possam levar a colisões, pontapés ou aleijar outros dançarinos. Quem comanda esteja atento e tenha consciência dos dançarinos à sua volta e use apenas o espaço seguro disponível. É igualmente da responsabilidade de quem segue executar movimentos de uma forma responsável.

A quem comanda - é vossa culpa, não da vossa parceira, se chocarem com alguém.

divider

  • Artigos sobre o Tango.
  • top